Wednesday, 28 de October de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Paraná: Trem arremessa carro em cruzamento fatídico e motorista alega que não houve alerta sonoro

Paraná: Trem arremessa carro em cruzamento fatídico e motorista alega que não houve alerta sonoro
Photo Credit To Carro ficou destruído. Foto: Banda B
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Um carro foi atingido por um trem e arremessado para o muro de uma casa na noite desta segunda-feira (21), no bairro Cajuru, em Curitiba. O motorista estava sozinho, não teve ferimentos, mas o carro ficou bastante destruído. Ele alega que o trem não emitiu buzina.

O acidente aconteceu em um cruzamento já conhecido por diversos acidentes envolvendo vagões de trem, na rua Sebastião Marcos Luiz, na Vila Trindade. Por volta das 22 horas, o comerciante Jorge Guilherme voltava para a casa, quando cruzou a linha férrea com seu carro, um Ford Fiesta.

“Eu estava seguindo sentido Jardim das Américas para minha casa, quando fui atravessar aqui o trilho do trem, sem buzinar, sem nada, ele me pegou em cheio. Tudo escuro, o trem não buzinou, todas as testemunhas estão aqui para me ajudar, não houve buzina”, alegou.

O carro foi arremessado a uma distância de cerca de 30 metros e invadiu uma casa, quebrando o muro da garagem.

Segundo o motoristas, vizinhos disseram que ele era o terceiro da semana que também se envolveu em acidentes e alegou ausência de buzina. “Ainda bem que eu estou vivo. Ninguém veio querer brigar comigo, nem nada, todos vieram desesperados me dizendo que que só ouviram a batida e nenhuma som do trem”, contou o motorista.

O lado do passageiro ficou bastante danificado. Já ele não teve ferimentos. Policiais do Batalhão de Polícia de Trânsito (Bptran) estiveram no local.

Outro lado

A Banda B entrou em contato com a empresa Rumo sobre a alegação de ausência sonora do trem e recebeu a seguinte nota:

“O maquinista acionou a buzina e os freios de emergência, mas o veículo atravessou no momento em que o trem se aproximava. Conforme determina o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a linha férrea é sempre preferencial. É obrigatório que os veículos parem em uma distância segura e se certifiquem de que não há trens se aproximando antes de efetuar o cruzamento. A empresa realiza campanhas de segurança frequentemente para alertar sobre os cuidados com o trem”, diz, na íntegra.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Post source : Banda B

Related posts

Comentar: Paraná: Trem arremessa carro em cruzamento fatídico e motorista alega que não houve alerta sonoro

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WhatsApp 596