domingo, 20 de outubro de 2019

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Polícia Civil elucida homicídio em Jacarezinho em menos de 24 horas

Polícia Civil elucida homicídio em Jacarezinho em menos de 24 horas
Crédito da foto Para Imagem Ilustrativa google imagens
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

O Grupo de Diligências Especiais (GDE) da Polícia Civil de Jacarezinho agiu rápido e em menos de 24 horas conseguiu elucidar o homicídio de Marco Cesar dos Santos, 46 anos, ocorrido no último domingo (24) próximo de uma casa abandonada no Jardim Panorama.


Segundo a investigação, Marco foi morto por um companheiro de trabalho após um desentendimento. O autor que não teve a identidade revelada pela polícia foi identificado e levado para a delegacia ainda na segunda-feira (25), onde em depoimento confessou o crime e alegou que a fatalidade aconteceu após uma briga e este seria a motivação do crime, uma discussão.


De acordo com a delegada Caroline dos Santos Fernandes, que esteve a frente do caso, o autor alegou em depoimento que ele e Marco conversaram na noite de sábado. A vítima estaria alterada devido ingestão de bebidas alcoólicas e começou uma discussão onde resultou em uma briga física. Marco teria caído no chão, quando o autor pegou um tijolo e acertou a cabeça da vítima.


A delegada ainda explicou que o autor que não teve a identidade revelada, não ficou preso, pois ele não foi detido em flagrante, mas ele confessou o crime e deverá ser indiciado por homicídio simples. “O inquérito está na fase final já. A decisão final caberá a justiça. A polícia está fazendo a parte dela”, destacou a delegada.


Após o fim do inquérito, será encaminhado para a justiça determinar a prisão ou não do acusado. A Polícia Civil chegou até o acusado depois de ouvir diversas testemunhas e colher provas do crime.
 

Crime


Segundo o boletim de ocorrência da Polícia Militar, o corpo de Marco Cesar dos Santos de 46 anos foi encontrado por populares, caído nos fundos de uma casa abandonada na avenida 3. A vítima apresentava afundamento de crânio, segundo o médico do Samu que chegou ao local antes da equipe da PM, segundo o BO.


Ao lado do corpo estava um tijolo sujo com sangue, a arma utilizada no crime. A casa da vítima estava trancada e ao lado de uma janela na sala havia um saco com duas latas de cerveja caída. A PM isolou o local e acionou as equipes da Polícia Civil e Instituto Médico Legal (IML) que recolheu o corpo para unidade de Jacarezinho.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Jivago França / JDS Comunicação

Notícias Relacionadas

Comentar: Polícia Civil elucida homicídio em Jacarezinho em menos de 24 horas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596