Friday, 4 de December de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Polícia Civil prende marginal com 30 passagens criminais

Polícia Civil prende marginal com 30 passagens criminais
Photo Credit To Policia Civil
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Policiais civis da 38ª Delegacia Regional de Polícia liderados pelo delegado Tristão Antônio Borborema de Carvalho prenderam na manhã de, 16, Dênis Barbosa da Silva, 20 anos, (foto) em razão de diversos furtos. A prisão ocorreu na Vila Sete e não houve resistência.
Dênis tem contra sim 30 passagens pela polícia, a maior parte pelo delito de furto, tanto de residências quanto de comércio.
O marginal agia em plena luz do dia, invadia casas, sempre em escalada e subtraída no mais das vezes eletrodomésticos.
O preso sempre se valia de arrombamentos para praticar os furtos.
Ademar Gonçalves, investigador de polícia, adverte que “foram vários casos de furtos que elucidamos sua autoria e informamos à autoridade policial que instaurou diversos inquéritos e solicitou à Justiça da decretação de sua prisão preventiva”.
Dênis agora foi condenado em processo de unificação de penas pelo magistrado Júlio César Marchelucci Tanga em pena de 8 anos de reclusão, em regime fechado.
Para o delegado Tristão Borborema “isso é resultado do incessante trabalho de investigação cujas provas confirmadas em juízo resultam em condenações e consequente prisões, afastando do convívio social transgressores da lei que dilapidam o patrimônio das familias”.
Dênis segue encarcerado na Cadeia Pública de Santo Antônio da Platina, anexa à 38ª Delegacia Regional de Polícia, aguardando remoção para estabelecimento adequado.
Participaram das diligências e das investigações dos furtos, a Superintendente Célia Ricardo e os investigadores Nelson Gomes, Rafael Moro, André Facco e Ademar Gonçalves.
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Post source : Policia Civil

Related posts

Comentar: Polícia Civil prende marginal com 30 passagens criminais

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WhatsApp 596