quarta-feira, 1 de Abril de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Polícia Militar identifica três suspeitos da morte do Jovem Procopense, Rafael Maia

Polícia Militar identifica três suspeitos da morte do Jovem Procopense, Rafael Maia
Crédito da foto Para Anuncifacil-Tinti
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

A Polícia Militar levantou informações sobre a participação de três elementos no crime ocorrido na última sexta feira, 15. Os suspeitos estão foragidos e por enquanto, suas identidades serão mantidas em sigilo para não atrapalhar as investigações.
Equipes da Polícia Militar comandadas pelo Subtenente Carlos, revelaram informações a respeito das investigações do homicídio do jovem Rafael de Carvalho Maia, de 24 anos, morador de Cornélio Procópio, filho de um comerciante bastante conhecido na cidade.
De acordo com o Subtenente, desde que o crime foi cometido, a Força Policial realiza diligências ininterruptas com o objetivo de localizar os autores do homicídio. Tanto que, no sábado, 16, pela manhã, os policiais conseguiram localizar o veículo da vítima Golf/cor prata placas APT 9666, nas proximidades da fazenda São Paulo, próximo a Mata São Francisco, completamente queimado pelos bandidos.
A partir dai, algumas pistas foram coletada no local onde o carro se encontrava e cruzadas com as informações e pistas localizadas no local do homicídio (Bairro Água Branca). Somados aos dados dos últimos movimentos de Rafael na cidade e levantamentos feitos através de denúncias anônimas, a PM conseguiu chegar a três nomes de pessoas suspeitas de terem cometido o crime. Em procura pelos elementos em suas casas, foi descoberto que os três estão desaparecidos desde que o crime foi cometido.
Dois deles, ainda foram visualizados pelos PMs, nas redondezas de onde o veículo fora abandonado. Os suspeitos estavam de moto e quando visualizaram os policiais, empreenderam fuga pela estrada, momento em que houve um problema mecânico com a viatura da polícia e o acompanhamento tático não pode ser realizado. Porém, um dos elementos estava sem capacete e pôde ser identificado.
A polícia praticamente descartou a situação de um provável latrocínio (roubo seguido de morte), pois, a maneira com que o crime foi cometido, indica uma execução sumária, provavelmente ocasionada por dívida de drogas.
Em princípio, a polícia acreditava que o crime teria sido cometido na madrugada de sexta feira, porém, o cruzamento de informações captadas junto à comunidade, dá conta que a vítima teria almoçado em um estabelecimento comercial, antes de ser rendido pelos meliantes.
Todos os dados foram relacionados em boletim de ocorrência e encaminhados para a Polícia Civil onde serão incluídos no inquérito. “Todas as perguntas sobre este homicídio que chocou a cidade, serão devidamente respondidas após as investigações da Policia Civil”, encerrou o Sub Tenente Carlos.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Anuncifacil-Tinti

Notícias Relacionadas

Comentar: Polícia Militar identifica três suspeitos da morte do Jovem Procopense, Rafael Maia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596