segunda-feira, 27 de Janeiro de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Recém-nascido é salvo por agente da PRF

Recém-nascido é salvo por agente da PRF
Crédito da foto Para Informações Polícia Rodoviária Federal e colaboração Louise Fiala
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

A madrugada da véspera de Natal (24) foi de instantes de desespero e também de alívio para uma família de Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba. Um bebê recém-nascido se afogou durante a amamentação e foi salvo por um agente da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O policial acalmou e instruiu os pais, que acionaram o serviço de emergência 191 da PRF.

“Meu bebê acabou de mamar. E ele não está reagindo. Está com o corpo mole”. Foi isso que o policial rodoviário federal Gilmar Silva ouviu quando atendeu a ligação da designer Alessandra Sato, de 42 anos. A mãe de Daniel, nascido havia menos de uma semana, estava desesperada com a situação e recebeu as instruções necessárias para salvar seu filho.

“A senhora vira ele de bruços, deixa a cabeça um pouco mais baixa que o corpo e bate nas costinhas dele”, orientou o policial. Alessandra, que estava ao telefone, repassou a orientação ao marido Orlando, 48, que estava com Daniel no colo e realizou todos os procedimentos indicados.

Durante cinco minutos de conversa, enquanto tranquilizava os pais, o agente monitorou a situação do bebê, checando se a criança respirava. Assim que a mãe confirmou que Daniel estava respirando normalmente, Silva recomendou que fosse acionado o Serviço de atendimento Móvel de Urgência (SAMU) caso necessitasse de procedimentos posteriores, mas não foi necessário.

“A PRF cumpriu mais uma vez o seu papel: proteger e salvar vidas”, disse o agente durante visita à casa da família, na manhã desta terça-feira (27). A PRF possui agentes preparados para este tipo de emergência doméstica, mas o 191 é utilizado para emergências em rodovias federais. A recomendação é que em situações médicas seja acionado o Samu, no 192.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Massa News Informações Polícia Rodoviária Federal e colaboração Louise Fiala

Notícias Relacionadas

Comentar: Recém-nascido é salvo por agente da PRF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596