terça-feira, 11 de Maio de 2021

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Beto nomeia Artagão na Secretaria de Justiça

Beto nomeia Artagão na Secretaria de Justiça
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

O governador Beto Richa (PSDB) deu prosseguimento à reforma no seu secretariado ontem, ao anunciar a nomeação de Artagão Jr. (sem partido) para a Secretaria de Estado da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (Seju). O agora ex-peemedebista, que se filiará nos próximos dias ao PSB, substitui Leonildo de Souza Grota, considerado um nome mais técnico. A expectativa é que ele passe a cuidar também das atividades da antiga pasta do Trabalho, hoje sob responsabilidade de Fernanda Richa. O remanejamento de funções, contudo, ainda precisa do crivo da Assembleia Legislativa (AL), via projeto de lei.

Com a chegada do deputado estadual ao primeiro escalão, Stephanes Jr. (também sem partido), que havia ficado como suplente nas últimas eleições, voltou à AL. O troca-troca foi programado para ontem porque, assim, Stephanes não perderá a chance de exercer o mandato, uma vez que a vaga pertence à coligação, e não ao parlamentar. Tanto que, logo após tomar posse, ele já entregou sua carta de saída do PMDB. O motivo é o mesmo que levou Artagão, Luiz Cláudio Romanelli, Alexandre Curi e Jonas Guimarães a embarcarem no PSB: um embate com o senador Roberto Requião (PMDB-PR), presidente da executiva estadual.

Anteontem, Beto já havia comunicado a principal e mais polêmica mudança no secretariado: Eduardo Sciarra (PSD) sairá da Casa Civil, que será chefiada por Valdir Rossoni (PSDB). O ex-presidente da AL fez algumas inimizades durante sua gestão, de 2011 a 2014. “Qualquer mudança que você propõe é muito difícil na política encontrar unanimidade. Mas eu posso assegurar que a grande maioria dos deputados viu com bons olhos a vinda do Rossoni. E depois assumindo, com seu dinamismo, trabalho, através do diálogo, que por sinal é a tônica do nosso governo, não tenho dúvidas que as coisas se acomodam”, justificou o governador.

Em entrevista coletiva, ele também comentou as especulações em torno das chegadas de Ricardo Barros (PP) ao Planejamento, no lugar de Sílvio Barros (sem partido), e Reinhold Stephanes (PSD) à Administração, atualmente sob a batuta de Dinorah Nogara. “É uma situação que está sendo cogitada. Impressionante como vocês (jornalistas) têm informação; acho que até mais do que eu próprio”, brincou. O secretariado não sofria grandes alterações desde a greve dos professores de 2015, quando houve as saídas de Fernando Xavier Ferreira (Educação) e Fernando Francischini (Segurança).

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Mariana Franco Ramos - Equipe Folha

Notícias Relacionadas

Comentar: Beto nomeia Artagão na Secretaria de Justiça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596