Saturday, 19 de September de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Jacarezinho cria Rede de Enfrentamento à Violência Contra Mulheres

Jacarezinho cria Rede de Enfrentamento à Violência Contra Mulheres
Photo Credit To Criação da rede visa proteger mulheres que são vítimas de violência (Divulgação)
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

A prefeitura de Jacarezinho, através da Secretaria Municipal de Assistência Social e do Conselho Municipal da Mulher, iniciou nesta semana capacitação da Rede de Enfrentamento a Violência Contra as Mulheres. O evento aconteceu no auditório do Serviço Social do Comércio (Sesc/Senac), com a participação dos representantes da Secretaria de Saúde, Secretaria de Educação, Policia Civil, Polícia Militar e equipes técnicas da secretaria de assistência social.

Segundo a equipe de enfrentamento, as instituições públicas e a legislação que protegem as mulheres vítimas de violência já existem, porém, no dia a dia, estas instituições não conseguem fazer essa proteção de fato. Neste âmbito, o objetivo da rede é a aplicação da ficha de notificação, fazendo com que essas mulheres tenham atendimento imediato dos serviços. Desta forma, possibilita que elas venham a se desvincular do agressor e não permaneçam no ciclo de violência.

De acordo com a palestrante Cíntia Bruno, representante da rede de enfrentamento, de janeiro até novembro foram registrados pela Polícia Militar 92 casos de violência doméstica com lesão corporal, porém, apenas dois destes casos chegaram ao Centro de Referência de Assistência Social (Creas) para acompanhamento. “Precisamos fazer com que estes casos cheguem até nós para que possamos oferecer atendimento psicológico e acompanhamento dos casos”, alertou. 

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Post source : Dayse Miranda com Assessoria

Related posts

Comentar: Jacarezinho cria Rede de Enfrentamento à Violência Contra Mulheres

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WhatsApp 596