Monday, 12 de April de 2021

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Abandonada e “raptada”, Branquinha é resgatada

Abandonada e “raptada”, Branquinha é resgatada
Photo Credit To Branquinha está de volta], será castrada e ficará a disposição de alguém que queira adotá-la (Divulgação)
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Depois de muito sufoco, angústia e desgaste físico e mental, os integrantes da ONG Mundo Cão comemoram ontem, o resgate da cadelinha Branquinha (nome provisório), que havia sido retirada do Frigorífico Platina onde aguardava por um lar temporário e levada para Carlópolis para ser jogada nas ruas. Por sorte, uma pessoa que acompanha as publicações da página da Mundo Cão nas redes sociais, viu o animal em Carlópolis e se comprometeu em trazê-lo de volta na noite desta quinta-feira (25).

Embora com um final feliz, a história de Branquinha é recheada de abandonos e maus tratos. Segundo a Ong, provavelmente, ela foi jogada nas ruas de Santo Antônio da Platina por seus antigos donos. “Nós a encontramos e começamos a tratar dela na rua mesmo, porque estávamos esperando a abertura de uma vaga em um lar temporário. Ela seria castrada, enviada ao Lar e depois de recuperada posta para adoção. Porém, nossos planos se alteraram quando uma pessoa do Frigorífico Platina nos avisou ela tinha aparecido por lá. Pedimos para o pessoal da empresa ter paciência, por pelo menos por dois dias, porque a vaga seria aberta nesse prazo”, contou Joana, um dos membros da Ong.

Com Branquinha sendo bem tratada no Frigorífico, a Ong se tranquilizou. “Era apenas uma questão de dias para ela passar pelo veterinário e ir para lar, porém, funcionários da empresa tornaram entrar em contato conosco avisando que a cadela havia sido colocada dentro de um caminhão e levada para Carlópolis para ser abandonada lá. Entramos em desespero”, contou Joana.

Na página da Ong no Facebook, os integrantes fizeram um desabafo seguido de um apelo: “Pessoal…Por Favor…leiam esse texto e nos ajude a divulgar…o responsável por tamanha maldade tem que ser punido…Olhem essa cachorrinha, um ser inocente, que não tem como se defender…Estamos indignados com a raça humana, nos custa acreditar que o ser humano seja tão cruel…Essa cachorrinha foi vista várias vezes na Feirinha e no centro de nossa cidade… e a uns 10 dias alguém a pegou e soltou no Frigorífico”, contaram acrescentando: “A Ong Mundo Cão estava acompanhando a Branquinha e a castração dela estava marcada para dia 26 (hoje), íamos castrá-la e leva-la para um Lar Temporário onde ficaria para se recuperar e depois ser doada…Mas infelizmente isso foi interrompido por pessoas irresponsáveis, que não tem amor por animal e nem tem noção do crime que estão cometendo. A mando de duas pessoas ( que já sabemos quem são ), ela foi colocada em cima de um caminhão que carrega boi e levada para ser solta em Carlópolis… Também já sabemos quem foi o motorista – um dos responsáveis por essa barbaridade”, contaram.

Segundo a Ong, já foi registrado um Boletim de Ocorrência. “Não vamos sossegar enquanto não encontrarmos essa cachorra e punir esses Irresponsáveis por tamanha maldade…Só pedimos a todos que nos ajudem a divulgar e encontra-la….Obrigado”, conclui o texto.

Com o resgate de Branquinha, Joana salienta que a ONG está agindo em todos os casos de abandono. “É crime e vamos denunciar todos. Tem muita gente de sítio trazendo cachorros para a cidade e vice e versa, para se livrarem do animal. Estamos acompanhando de perto essa atividade criminosa”, disse.

Um dos problemas do abandono, segundo a Ong, é que o animal fica fragilizado emocionalmente e também fisicamente. “A gente resgata, alimenta, trata com medicamentos, mas eles ficam traumatizados. Muitos morrem, outros sobrevivem, mas com sequelas do tempo que ficaram nas ruas. Assim que encontram alguém os trate bem, ficam agradecidos eternamente. A pessoa que abandona comete uma crueldade tão grande que chega a doer no ser humano de verdade, porque quem faz isso não pode ser chamado de humano. Nem de animal, porque seria ofensa a esses seres tão indefesos, fieis e gratos”, desabafa a defensora.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Post source : Gladys Santoro - Tribuna do Vale

Related posts

Comentar: Abandonada e “raptada”, Branquinha é resgatada

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WhatsApp 596