Tuesday, 9 de March de 2021

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Atraso em vistoria do estado e falta de adequações sanitárias impedem funcionamento da nova UBS

Atraso em vistoria do estado e falta de adequações sanitárias impedem funcionamento da nova UBS
Photo Credit To Diógenes Gonçalves
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Atraso de quase um ano em vistoria final feita pelo estado e a falta de adequações sanitárias impedem a prefeitura de Ribeirão Claro de iniciar a utilização da nova Unidade Básica de Saúde (UBS), localizada ao lado da Biblioteca Cidadã. Com a vistoria feita em janeiro desse ano, a Secretaria de Saúde iniciou a licitação para a contratação de uma empresa para executar as adequações sanitárias necessárias para que a estrutura possa enfim ser utilizada.

A obra foi concluída em fevereiro de 2017 e, desde então, foi solicitado ao Paraná Edificações que realizasse a vistoria final na construção. O Paraná Edificações é o órgão responsável por vistoriar as obras feitas nos municípios através de convênio com o estado, mas falta de recursos e férias do responsável pelo departamento fizeram com que o Relatório de Vistoria de Obras (RVO) só fosse emitido no dia 4 de janeiro desse ano.

O próximo passo é a execução das adequações sanitárias com o objetivo de atender às normas legais e que não foram realizadas durante a construção do prédio. Entre as irregularidades que serão corrigidas estão a troca de todas as torneiras na área destinada aos consultórios, falta de ventilação no quarto do compressor, consultório médico sem janelas ou qualquer outro tipo de ventilação, cozinha sem fonte de água e esgoto, instalação de azulejo na área destinado ao lixo, adaptação de um expurgo e sala de esterilização.

De acordo com o secretário de Saúde, Antonio Carlos de Campos, a maioria dos equipamentos necessários já foi comprada, incluindo um gabinete odontológico novo. “O local abrigará uma unidade do Programa Saúde da Família (PSF)”, adiantou. “Convidamos os vereadores para visitar a obra e a Comissão de Saúde vai agendar uma data”, concluiu.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Post source : Diógenes Gonçalves

Related posts

Comentar: Atraso em vistoria do estado e falta de adequações sanitárias impedem funcionamento da nova UBS

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WhatsApp 596