sexta-feira, 5 de junho de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

“A comunidade escolar de Bandeirantes está de luto”

“A comunidade escolar de Bandeirantes está de luto”
Crédito da foto Para (Rádio Cabiúna)
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Em entrevista ao Jornal Operação Cidade da Rádio Cabiúna na manhã de segunda-feira (19), a diretora da Escola Municipal Santa Terezinha – destruída por um incêndio de grandes proporções no início da noite de sábado (17) – Rosália Aparecida dos Santos, disse que “a comunidade escolar de Bandeirantes está de luto”. De acordo com a diretora, documentos de décadas arquivados que ainda não haviam sido digitalizados foram consumidos pelas chamas.

Rosália disse que aguarda pelo resultado das investigações para saber o que realmente provocou o incêndio que em poucos minutos tomou conta das dependências da escola. No entanto, segundo ela, há fortes indícios de que o fogo pode ter começado de forma criminosa. “A escola foi furtada quatro vezes este ano, a última ocorrência foi registrada há poucas semanas. Os autores foram identificados, mas eram todos menores, e ainda por cima passaram aqui na frente (da escola) dando risada da nossa cara. Em fevereiro, além do furto os criminosos fizeram ameaças por meio de uma pichação que dizia: ‘Nós voltaremos!’, mas não podemos acusar ninguém sem ter o resultado da perícia em mãos”, pondera.

A Escola Municipal Santa Terezinha foi fundada há mais de 50 anos, e de acordo com a direção 440 alunos estão matriculados para o ano letivo de 2017. Os estudantes devem ser alocados provisoriamente no Centro Estadual de Educação Profissional Doutor Ozório Gonçalves Nogueira até a reconstrução do estabelecimento de ensino localizado na Rua dos Expedicionários, na Vila Moretti.

O incêndio que destruiu a Escola Municipal Santa Terezinha teve início pouco depois das 19h30 de sábado, e rapidamente tomou conta do imóvel.

Equipes do Corpo de Bombeiros e da Brigada de Incêndio da Usina Bandeirantes, e da Defesa Civil de Andirá, pouco puderam fazer para evitar a destruição do prédio. As chamas só foram controladas por volta das 23 horas, mas o rescaldo só foi concluído na madrugada de domingo.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Luiz Guilherme Bannwart

Notícias Relacionadas

Comentar: “A comunidade escolar de Bandeirantes está de luto”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596