sábado, 23 de setembro de 2017

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Deputado Diego Garcia realiza segunda audiência pública na Câmara

Deputado Diego Garcia realiza segunda audiência pública na Câmara
Crédito da foto Para William Bilches/Mariana Torres
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Brasília – A comissão especial que analisa o projeto de lei sobre o Estatuto da Família (PL 6583/13) promoveu a segunda audiência pública, na última quinta-feira (7), na Câmara dos Deputados, em Brasília. O relator, deputado federal Diego Garcia (PHS/PR), que solicitou o debate, afirmou que pretende apresentar o parecer do projeto no prazo regimental de até 20 sessões do Plenário da Casa, que pode ser prorrogado, a pedido, por mais 10 sessões. Até agora foram realizadas 17 sessões.

Segundo o parlamentar, a audiência discutiu os pontos mais polêmicos do Estatuto com três especialistas, como laicidade do Estado, a relação da mídia e da educação com o tema e os atuais desafios da família brasileira. “As opiniões e esclarecimentos dos especialistas somados à participação popular nos ajudarão a dar o melhor parecer que a sociedade espera”, observou.

Diego Garcia disse que quer ouvir todos os setores da sociedade antes do parecer, por isso convidou o promotor de Justiça Vladimir Brega Filho, o diretor da Netfilter, Pedro Paulo Oliveira, e o doutor em Educação e consultor educacional, João Malheiro de Oliveira, para ampliar a discussão sobre o Estatuto. Esses especialistas também responderam perguntas feitas por internautas que acompanharam a audiência pelo canal e-Democracia.

Em seu discurso, o promotor de Justiça Vladimir Brega destacou que o Estado laico é aquele que separa a igreja da religião, mas que, de certa forma, impõe ao Estado a obrigação de proteger a liberdade de religião. “A constituição não é contra a religião. O nosso Estado é simplesmente um Estado laico, que deve proteger a liberdade religiosa das pessoas.”, afirmou. Ele pediu mudança no PL, que prevê núcleo formado apenas por homem e mulher, pontuando que os deputados devem reavaliar o conceito de família.

O doutor João Malheiro discursou sobre família e educação. Ele acredita que é necessário que se invista na formação dos pais para que estes estejam preparados para educar seus filhos. “Os pais perderam as referências educacionais e de tradição. Hoje, os estilos educativos estão confusos.”. Malheiro afirmou que educar é integrar inteligência, vontade e afetividade. “Esse conjunto é o que levará à verdadeira aprendizagem da criança” disse.

Ainda sobre a preocupação da presença familiar na formação dos filhos, Pedro Paulo Oliveira, mestre em Informática pela PUC/RJ, abordou os cuidados que os pais devem ter ao ensinar como utilizar a internet e as novas tecnologias. “A atenção dada ao conteúdo visto pelas crianças é um corrimão que nos ajuda a não cair no precipício”, afirmou. Segundo ele, os danos mais comuns provocados pelo mau uso da internet são dependência, fuga do mundo real, perda de referências morais, o consumismo e alienação. “A internet é uma ferramenta importante, mas devemos ensinar como utilizá-la”.

A próxima audiência pública será realizada na quinta-feira (21), às 10h, na Câmara. O tema será “Família: desafios e atualidades”.

Conselho de mandato

Com o objetivo de ter um mandato transparente, Diego Garcia vai ser orientado por um conselho formado por membros da Renovação Carismática Católica (RCC). Nove coordenadores diocesanos desse movimento estão responsáveis para acompanhar, orientar e fiscalizar as ações dele. “São pessoas que eu confio e representam o povo. Eles vão acompanhar meus atos e decisões dentro da Câmara dos Deputados, dando assim, ainda mais transparência ao exercício do meu mandato”.

No último sábado (9), Diego Garcia se reuniu com seu conselho de mandato, em Maringá. No encontro, ele apresentou um balanço das atividades legislativas dele como projetos de lei apresentados, suas 17 relatorias na Casa nas comissões da Educação, Cultura, Seguridade Social e Família, e Especial do Estatuto da Família, entre outras atividades.

Nesta segunda-feira (11), o parlamentar se reuniu com sua equipe de assessores, em Jacarezinho. Na reunião, ele apresentou o plano de ação do Partido Humanista da Solidariedade (PHS/PR), e organizou sua agenda política e religiosa no Paraná.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: William Bilches/Mariana Torres

Notícias Relacionadas

Comentar: Deputado Diego Garcia realiza segunda audiência pública na Câmara

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125