terça-feira, 21 de Janeiro de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Enquanto bombeiros tentavam salvar vítima de afogamento em cava, adolescentes insistiam em se banhar

Enquanto bombeiros tentavam salvar vítima de afogamento em cava, adolescentes insistiam em se banhar
Crédito da foto Para (Foto: Reprodução)
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Um vídeo gravado pela imprensa mostra adolescentes nadando na cava do Rio Iguaçu, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, mesmo após o caso de afogamento registrado na terça-feira (3).

Durante a tarde de ontem, dois menores de idade se afogaram e a amiga, de 14 anos, entrou na água para tentar salvá-los. Ela, no entanto, ficou submersa por cerca de 20 minutos e acabou morrendo.

Os dois meninos que ela tentava resgatar, de 11 e 13 anos, conseguiram sair do rio e admitiram que o grupo foi nadar sem a autorização dos pais.

Mesmo diante do perigo de se banhar nas cavas, ressaltado pelo Corpo de Bombeiros, vários adolescentes continuaram na água durante e depois do resgate do corpo.

De acordo com a corporação, esses não são locais adequados para as crianças brincarem, principalmente devido à profundidade, à correnteza e também à presença de galhos e outros objetos que podem prender os nadadores.

Assista ao vídeo gravado pela repórter Flávia Barros abaixo:

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Marina Sequinel e Flávia Barros

Notícias Relacionadas

Comentar: Enquanto bombeiros tentavam salvar vítima de afogamento em cava, adolescentes insistiam em se banhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596