quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Jacarezinho terá primeira delegacia do Brasil com policiais capacitados em libras

Jacarezinho terá primeira delegacia do Brasil com policiais capacitados em libras
Crédito da foto Para Divulgação / Polícia Civil
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Para melhorar a comunicação com pessoas que têm deficiência auditiva, policiais civis da 12.ª Subdivisão Policial (SDP) de Jacarezinho estão fazendo curso básico da Língua Brasileira de Sinais (Libras). Está será a primeira delegacia do Brasil a ter policiais com capacitação em libras. O curso, que começou em março, tem 20 horas aulas e capacitará 18 policiais civis e um agente penitenciário. As aulas estão sendo ministradas pelo professor do Instituto Federal do Paraná (IFPR), Thiago Jarno Mello. Acontecem durante o período de uma hora, todas às quartas-feiras, e terminarão em 13 de maio. De acordo com o delegado-titular da 12.ª (SDP) de Jacarezinho, Marcos Fernando da Silva Fontes, a participação dos policiais no curso de libras ajudará no atendimento. “Com a realização deste curso, nossos policiais poderão atender de melhor forma, realizando as demandas da polícia judiciária”, diz Fontes. O investigador Adjairo José Flavio de Carvalho foi o pioneiro no curso de libras e logo que começou pensou na possibilidade de levar as aulas aos colegas de delegacia. “Passei por uma situação em que atendi uma pessoa com deficiência auditiva e vi a necessidade de ter este conhecimento. Foi então que comecei a fazer o curso Instituto Federal de Jacarezinho e apresentei a proposta ao delegado”, conta ele.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Agência Estadual de Notícias

Notícias Relacionadas

Comentar: Jacarezinho terá primeira delegacia do Brasil com policiais capacitados em libras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125