Tuesday, 13 de April de 2021

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Norte Pioneiro abriu mais de 1300 empregos em 2017

Norte Pioneiro abriu mais de 1300 empregos em 2017
Photo Credit To Divulgação
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Joaquim Távora e Santo Antônio da Platina responsáveis por metade das contratações na região

Os 26 municípios que fazem parte da Associação dos Municípios do Norte Pioneiro (Amunorpi) geraram em 2017, ao todo, 1356 empregos com carteira assinada. O dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Balanço feito pelo npdiario aponta que Joaquim Távora e Santo Antônio da Platina, juntos, são responsáveis por praticamente metade (48,6%) das contratações empregatícias na região.

Joaquim Távora, no entanto, lidera a lista, com 26,99% (366) do total de contratações. Santo Antônio da Platina foi responsável por 21,61% (293) do total de vagas ocupadas no ano passado. Siqueira Campos (239), Ribeirão Claro (180) e Jacarezinho (156) completam a lista dos cinco municípios que mais contrataram trabalhadores no ano passado.

No caso de Joaquim Távora, ainda segundo o Caged, o setor de comércio atacadista foi o principal responsável pelo número de empregos gerados, totalizando 272 trabalhadores contratados com carteira assinada. Já em Santo Antônio da Platina, o setor que mais empregou foi a indústria de material elétrico e comunicações, que abriu 340 novas vagas. Nesse caso, os dados apontam que todos os demais setores registraram números negativos na contratação de trabalhadores, uma vez que o saldo de mão de obra contratada no município foi de 293, contra 340 do setor citado.

Outro dado interessante é que dez dos 26 municípios da região perderam trabalhadores. É o caso de Salto do Itararé, o último da lista, que ao invés de contratar mão de obra, demitiu. Cem trabalhadores (7,37%) ficaram desempregados no município em 2017.

No Paraná, o saldo de contratações foi de 7740 trabalhadores em 2017. Apesar do número baixo registrado na contratação de trabalhadores com carteira assinada no Paraná, o número está bem acima do ano anterior. Em 2016, o Caged registrou que 59.495 pessoas perderam o emprego em todo o Estado, o que mostra que, além de recuperar as vagas perdidas, o Paraná abriu novas vagas para o mercado de trabalho.

Já em todo o Brasil, o saldo continua negativo, com 123.429 trabalhadores que perderam as vagas no mercado de trabalho, mas bem melhor que em 2016, quando esse número era de 1,37 milhão de desempregados.

   Confira abaixo a lista completa do Caged dos municípios da região da Amunorpi:

 

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Post source : NpDiario

Related posts

Comentar: Norte Pioneiro abriu mais de 1300 empregos em 2017

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WhatsApp 596