quarta-feira, 12 de agosto de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

OMS alerta para caso raro de gripe H1N2 no Paraná, com potencial pandêmico

OMS alerta para caso raro de gripe H1N2 no Paraná, com potencial pandêmico
Crédito da foto Para Diagnóstico laboratorial de casos suspeitos do novo coronavírus (2019-nCoV), realizado pelo Laboratório de Vírus Respiratório e do Sarampo do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), que atua como Centro de Referência Nacional em Vírus Respiratórios para o M
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Um novo caso de infecção respiratória, com potencial para uma nova pandemia, alertou membros da Organização Mundial da Saúde (OMS), conforme informado nesta sexta-feira (10). De acordo com o Portal UOL, a entidade revelou um caso raro de uma gripe do vírus influenza A(H1N2)v, em uma mulher de 22 anos, na cidade de Ibiporã, no Paraná. A situação foi confirmada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) à OMS, no mês de junho. A vítima foi contaminada em abril, deste ano. No entanto, ela já está recuperada.

Segundo a OMS, a gripe é transmitida por porcos. A mulher trabalha em um matadouro deste animal no estado. A OMS revelou que sintomas de gripe apareceram na vítima no dia 12 de abril. Dois dias depois, ela procurou um médico. No dia 16, um laboratório paranaense recolheu amostras de secreção respiratória. Algo que, no inicio, era parte de um monitoramento de rotina.

Após identificar um tipo de vírus influenza indeterminado, o laboratório enviou as amostras ao Rio de Janeiro. A Fiocruz, laboratório referência nacional a influenza, apontou, no dia 22 junho, que o caso se tratava do vírus  influenza A(H1N2)v. O caso foi reportado a OMS que monitora a situação em todo o mundo.

A OMS, apontou ainda que existem apenas 26 casos conhecidos de influenza A(H1N2)v. Os casos são registrados desde o ano de 2005. A maioria foi de doença branda, como o caso da mulher paranaense. No Brasil, existem dois, sendo que este, é o mais recente no planeta.

Para ler a matéria completa no Portal UOL, clique aqui.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Banda B com UOL

Notícias Relacionadas

Comentar: OMS alerta para caso raro de gripe H1N2 no Paraná, com potencial pandêmico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596