Saturday, 27 de February de 2021

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

” Operação Saturação” PM joga duro contra a criminalidade em Santo Antônio da Platina

” Operação Saturação” PM joga duro contra a criminalidade em Santo Antônio da Platina
Photo Credit To  PM recebe reforço para Operação Saturação - (Antônio de Picolli)
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

O comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar, com sede em Jacarezinho, tenente-coronel José Luiz de Oliveira, deflagrou na tarde desta terça-feira a “Operação Saturação” em Santo Antônio da Platina, com o objetivo de reduzir a violência em Santo Antônio da Platina, tanto na área urbana como na rural.

As atividades estão sendo coordenadas pelo comandante da 4ª Companhia da PM, em Santo Antônio da Platina, capitão Robson Falk. Segundo ele, a meta é percorrer a cidade – centro, bairros e zona rural – diariamente, com policiais da Rotam (Ronda Tático Motorizada) de Santo Antônio, Jacarezinho, Rocam (Ronda Ostensiva com apoio de Motocicletas) e Canil, para oferecer mais segurança aos moradores e também realizar abordagens em suspeitos. “Diante dessa onda de roubos que a cidade vem enfrentado, o comandante do 2º Batalhão determinou a realização dessa operação. A presença maciça de policiais, viaturas, motocicletas e cães na cidade aumentará a sensação de segurança aos moradores e tende inibir ações criminosas. Começamos nesta terça-feira e vamos continuar assim por um tempo ainda indeterminado. A ideia é entrar em um bairro com o grupo completo e em horários alternativos, ou seja, pode acontecer de manhã, de tarde ou à noite”, disse.

O comandante ainda explicou que a operação só não contará com o grupo completo caso seja necessário atender alguma ocorrência. “Mesmo assim, após o atendimento, as equipes voltam a se reunir”, afirmou.

Ao todo, a Operação conta com quatro viaturas – com quatro policiais em cada –, dois policiais em duas motos, e mais dois policiais com dois cachorros, ou seja, cerca de 15 homens compõem o grupo de reforço da PM.

Robson Falk também contou que faz parte da Operação, fiscalização no trânsito da cidade. “A ideia não é fiscalizar infrações de trânsito ou se o veículo está com as contas em dia. A meta é procurar suspeitos”, disse.

Outra novidade que o capitão adiantou é a volta do policiamento comunitário na zona rural. “Essa atividade já existia antes e agora estamos retomando”, disse.

O policiamento na zona rural tem a finalidade de oferecer maior segurança aos moradores de chácaras, sítios e fazendas, e também a de aproximar a PM de pessoas que vivem mais distantes da área urbana. “Vamos percorrer a zona rural, conversar com os moradores, nos aproximar mais. A presença constante da PM será importante para a segurança das famílias que vivem nesses locais. Além disso, eles podem ter informações que podem nos ajudar. Essa ronda na zona rural será permanente daqui para frente”, afirmou.

Índice de criminalidade

Segundo o comandante do 2º Batalhão da PM, José Luiz de Oliveira, apesar da onda de violência que a região vem enfrentando, o índice de criminalidade na abrangência do Batalhão já apresentou uma redução em comparação ao ano passado, por conta de ações que a PM vem desenvolvendo. “Observamos uma redução de 63% nos índices de roubos no mês de fevereiro deste ano se comparados ao mês de janeiro, e de 44% comparado a fevereiro de 2017 em toda área de responsabilidade do 2º BPM”, disse explicando: “Ações em conjunto com a Polícia Civil e com emprego da P/2 do 2º BPM têm trazido bons resultados em prisões e apreensões de objetos oriundos de furtos e roubos. Ainda iremos desenvolver mais ações de prevenção e repressão, tanto na área urbana como rural de Santo Antônio da Platina, com emprego da Rotam e do Canil”, disse se referindo a Operação Saturação.

O comandante também acredita que parte dos marginais que atua na região de Santo Antônio da Platina, vem de outros municípios. “Possivelmente, são evadidos de cadeias da região, como da cadeia de Ibaiti, onde houve duas fugas em menos de dois meses”, comentou.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Post source : Luiz Guilherme Bannwart

Related posts

Comentar: ” Operação Saturação” PM joga duro contra a criminalidade em Santo Antônio da Platina

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WhatsApp 596