sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

PM retoma negociação de rebelião na PEL que tem pelo menos 11 reféns; pode haver mortos

PM retoma negociação de rebelião na PEL que tem pelo menos 11 reféns; pode haver mortos
Crédito da foto Para Rebelião começou às 10h30 desta terça – Foto: Cornelio Digital
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

A Polícia Militar (PM) deve retomar ainda nesta manhã de quarta-feira (7) a negociação com os líderes dos presos rebelados na unidade 2 da Penitenciária Estadual de Londrina (PEL II). A negociação foi suspensa ontem à noite. Pelo menos 11 presos estão como reféns neste início de manhã e há informações não oficiais de que poderiam haver pelo menos cinco mortos dentro da PEL II, conforme informou ao vivo na Banda B o repórter Samuel Ribeiro da Rádio Brasil Sul, nesta manhã.

A rebelião começou por volta das 10h30 desta terça-feira. Por volta das 5h, foi possível ouvir gritos, tiros de balas de borracha e bombas de efeito moral. O uso destes artifícios, de acordo com a Polícia Militar, foi necessário para conter a segunda tentativa de fuga desde que o motim começou. É que policiais encontraram um buraco no muro dos fundos a penitenciária por onde estavam para fugir cerca de 100 detentos. Três conseguiram escapar e um foi recapturado. Os outros dois estão foragidos.

Do lado de fora, familiares dos presos formaram um cordão de isolamento e a todo momento agridem e xingam policiais dando socos nas viaturas que passam.

Ainda é possível ver presos no telhado da PEL II. Eles colocaram colchões no corpo de alguns reféns e ameaçam atear fogo. Os rebelados podem estar com armas de fogo já que tiros teriam sido disparados de dentro da penitenciária para fora, segundo testemunhas. Pelo menos um refém foi jogado pelo telhado na madrugada. Ele foi atendido pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado para o Hospital Univesitário de Londrina com sinais de fraturas. O fornecimento de energia elétrica deve permanecer suspenso.

Policiais do COPE e do BOPE estão no local negociando o fim do movimento. Os rebelados querem transferências de presos e mudanças na contagem da pena para detentos que voltaram a cometer crimes dentro da unidade.

Mais informações em breve

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Denise Mello com Rádio Brasil Sul

Notícias Relacionadas

Comentar: PM retoma negociação de rebelião na PEL que tem pelo menos 11 reféns; pode haver mortos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596