Saturday, 5 de December de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Pronto-socorro pode ter vigilância 24 horas

Pronto-socorro pode ter vigilância 24 horas
Photo Credit To Antônio de Picooli
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

A presença de profissionais zelando pela segurança de funcionários e pessoas atendidas no Pronto-Socorro de Santo Antônio da Platina durante as 24 horas do dia pode tornar-se realidade. Um requerimento de solicitação para o serviço foi protocolado junto ao Executivo, recentemente, pelo vereador Francisco Faustino de Proença Junior (PPS).

De acordo com o parlamentar, o número de ameaças e agressões aos profissionais que trabalham na unidade aumenta a cada dia e, se nenhuma medida preventiva for tomada, ele teme por graves consequências. “O problema é antigo e já deveria ter sido solucionado, porém, agora mais do que nunca é preciso rever a situação e agir. Basta ver na delegacia o número de boletins de ocorrência registrados semanalmente pelos profissionais do Pronto-Socorro. São ameaças e agressões – por enquanto somente verbais – que podem resultar em tragédia a qualquer momento”, alertou. Ele encaminhei ao Executivo o pedido para contratação de uma equipe de segurança para atender a unidade durante 24 horas. “Espero que haja bom-senso e que a solicitação seja atendida.”

No último fim de semana, a Polícia Militar precisou intervir duas vezes para evitar que os profissionais fossem agredidos por parentes de vítimas que aguardavam por atendimento médico na unidade. Os casos foram registrados em boletins de ocorrência na madrugada de sábado e na manhã de domingo. Apesar dos tumultos, ninguém foi detido pela PM.

Conforme a médica Cristiane Spanier, que atende a unidade em turnos de 12 horas, durante a semana, a contratação de uma equipe de segurança para a unidade de saúde é fundamental. “Temos turnos em que a escala de profissionais não conta com nenhum homem na equipe. Quando ocorre algum problema nesses plantões corremos sérios riscos até que uma equipe policial chegue para nos apoiar”. Ela destaca que os recepcionistas são os que mais sofrem ameaças e agressões verbais de pessoas que exigem o atendimento imediato. “Constantemente recebemos pacientes psiquiátricos sem o acompanhamento adequado, que por conta dos surtos acabam machucando a equipe e causando danos materiais ao PS. Com a contratação de seguranças iremos trabalhar mais tranquilos e confiantes, com riscos reduzidos à nossa integridade e a dos pacientes que aguardam pelo atendimento médico”, avaliou a clínica geral.

PREFEITURA
Procurado pela FOLHA, o secretário municipal de Planejamento, Orlando Pimentel, disse que o Executivo ainda não recebeu o requerimento protocolado pelo vereador Francisco Faustino de Proença Junior. O secretário informou que ao receber o documento ele será encaminhado ao departamento jurídico para que seja analisada a viabilidade.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Post source : Luiz Guilherme Bannwart

Related posts

Comentar: Pronto-socorro pode ter vigilância 24 horas

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WhatsApp 596