Saturday, 26 de September de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Quadrilha que aterrorizou motoristas na PR-092 ia agir em Siqueira Campos

Quadrilha que aterrorizou motoristas na PR-092 ia agir em Siqueira Campos
Photo Credit To Antônio de Picolli
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Grupo desistiu de explodir caixas eletrônicos na cidade após intensa movimentação policial na noite de sexta-feira

Um dos integrantes da quadrilha especializada em roubos a caixas eletrônicos que aterrorizou motoristas e passageiros na manhã de sábado (12) na PR-092 entre Siqueira Campos e Wenceslau Braz, preso na noite de domingo (13), em Itaporanga (SP), revelou aos policiais militares que participaram da operação que o grupo pretendia explodir, simultaneamente, dois caixas eletrônicos em agências bancarias de Siqueira Campos. Conforme o comandante da 3ª Companhia de Polícia Militar em Wenceslau Braz, capitão Márcio Jaquetti, Elton do Nascimento, 28, contou que a quadrilha desistiu do plano após perceber intensa movimentação policial na cidade, na noite de sexta-feira (11).

Nascimento foi preso por volta das 22 horas de domingo durante uma operação conjunta entre a Polícia Militar do Paraná e São Paulo em uma área de mata, próximo a Itaporanga (SP), onde havia escondido dois dos fuzis usados pela quadrilha durante a ação no Norte Pioneiro.

De acordo com a Polícia Militar, após desistir do plano criminoso em Siqueira Campos parte da quadrilha se reuniu próximo ao posto Cristo Rei, na PR-092, para planejar onde iriam agir durante a madrugada de domingo. No entanto, uma denúncia anônima levou a PM até o local para checar a informação sobre um carro que estaria abandonado no trecho da rodovia, e os planos da quadrilha foram frustrados.

Os PMs foram recebidos a tiros de fuzil pelos bandidos e revidaram, dando início a uma intensa troca de tiros na rodovia que fez com que os suspeitos abandonassem o carro com placas de Farroupilhas (RS) carregado com armamentos e explosivos. Em seguida, os suspeitos tomaram três veículos de assalto para fugir sentido ao Estado de São Paulo.

A ação deixou dezenas de pessoas em pânico, e outras três que estavam no mesmo carro, feridas. As vítimas – alvejadas pelo armamento de uso restrito – foram socorridas e encaminhadas à Santa Casa de Siqueira Campos. O motorista do VW Fox (com placas de Siqueira Campos) precisou ser transferido para a Santa Casa de Jacarezinho, onde passou por uma cirurgia no joelho. No entanto, conforme os médicos, ninguém corria risco de morte.

Durante toda a fuga a quadrilha roubou quatro carros e fez 31 pessoas como reféns, entre elas um padre. Em Itaporanga (SP), o grupo se dispersou após manter 15 pessoas sob a mira de fuzis por mais de quatro horas em uma propriedade rural.

Enquanto permaneceu no sítio, a quadrilha efetuou várias ligações através de aparelhos celulares pedindo apoio a outros integrantes do grupo. Foi exatamente no momento em um dos comparsas chegou à cidade para dar fuga a Elton do Nascimento, que ocorreram as prisões. O homem estava acompanhado por duas mulheres e uma criança, que foram deixadas em um posto de combustíveis para que a dupla pudesse ir até a área rural do município para buscar o armamento que havia sido escondido.

No trajeto, os suspeitos se depararam com o cerco policial e tentaram fugir, mas caíram em uma vala na vegetação. O acidente deixou ambos feridos, principalmente o companheiro de Nascimento, que precisou permanecer internado sob custódia policial no hospital local enquanto o companheiro era conduzido à Delegacia de Polícia Civil, em Wenceslau Braz.

Para a Polícia Militar, o grupo preso durante a noite de domingo e a madrugada de segunda-feira em outras regiões do Paraná e de São Paulo pode fazer parte da mesma quadrilha que aterrorizou o Norte Pioneiro. No entanto, somente o resultado das investigações poderá confirmar as suspeitas.

O comandante da PM em Wenceslau Braz, capitão Márcio Jaquetti, informou que após a prisão de Nascimento na cidade paulista as denúncias anônimas até então recebidas pelo Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) cessaram. O oficial informou que os bloqueios nas rodovias foram suspensos, porém, os trabalhos de investigação através do Serviço de Inteligência (P2) continuam por tempo indeterminado.

Carro abandonado pela quadrilha tinha grande quantidade de munição e explosivos (Foto: Antônio de Picolli

 

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Post source : Luiz Guilherme Bannwart

Related posts

Comentar: Quadrilha que aterrorizou motoristas na PR-092 ia agir em Siqueira Campos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WhatsApp 596