Wednesday, 2 de December de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Richa critica violência contra senadores na Venezuela

Richa critica violência contra senadores na Venezuela
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

O governador Beto Richa (PSDB) se manifestou na quinta-feira (18) sobre os acontecimentos que marcaram a passagem da comitiva do Senado brasileiro pela Venezuela. Os senadores foram prestar solidariedade a líderes oposicionistas presos naquele país desde o início de 2014. A comitiva foi hostilizada por populares quando deixava o aeroporto de Caracas, em veículo disponibilizado pela Embaixada brasileira.

 

“Espero que o governo do Brasil, em respeito à democracia, repudie com veemência as hostilidades promovidas por militantes chavistas em Caracas”, afirmou o governador. “Se os nossos senadores tiverem cerceado o seu direito de se solidarizar com os presos políticos locais, ficará evidenciado que o chavismo aniquilou de vez a democracia na Venezuela”, concluiu Richa.

A visita da comitiva teve caráter oficial e foi liderada pelo presidente da Comissão de Relações Exteriores, Aloysio Nunes (PSDB-SP), reunindo, também os senadores Aécio Neves (PSDB-MG), Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), Ronaldo Caiado (DEM-GO), José Agripino (DEM-RN), José Medeiros (PPS-MT), Sérgio Petecão (PSD-AC) e Ricardo Ferraço (PMDB-ES).

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Post source : Agência Estadual de Notícias

Related posts

Comentar: Richa critica violência contra senadores na Venezuela

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WhatsApp 596