segunda-feira, 27 de Janeiro de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Rotam pode reforçar Companhias no Norte Pioneiro

Rotam pode reforçar Companhias no Norte Pioneiro
Crédito da foto Para (Antônio de Picolli/Arquivo/Tribuna do Vale)
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

As quatro Companhias do 2º Batalhão de Polícia Militar de Jacarezinho podem ganhar reforço no efetivo com a criação de uma equipe da Rotam (Rondas Ostensivas Tático Móvel) em cada unidade. A informação foi confirmada na tarde de ontem (9) pelo chefe do Setor de Comunicação Social do 2º BPM, tenente Renan Douglas Pereira. O oficial, no entanto, deixou claro que o processo ainda está em fase de estudo, e que por isso não é possível estabelecer uma data para o início dos trabalhos operacionais.De acordo com o oficial, para disponibilizar uma equipe a cada Companhia é preciso mais efetivo, equipamentos e viaturas, o que segundo ele já está sendo estudado pelo comando do 2º Batalhão para posteriormente discutir a viabilidade junto ao governo estadual. “Temos policiais que se formaram recentemente na escola de soldados do 2º BPM. Eles podem assumir o lugar de alguns policiais mais experientes, que consequentemente irão integrar as equipes da Rotam. Entretanto, para isso dependemos de mais viaturas (que já foram anunciadas as aquisições pelo governo estadual) e equipamentos. Tudo está caminhando, a intenção é disponibilizar as equipes o mais rápido possível”, explica.Inicialmente, cada Companhia deve receber uma equipe da Rotam composta por quatro policiais militares para reforçar o efetivo que compõe a escala de trabalho na unidade.A ‘terceira malha’, como é denominada a Rotam no Batalhão, atua em apoio às ações das equipes de Rádio Patrulha, Rocam e P2 (Serviço de Inteligência) conforme com a logística de cada Companhia. “A Rotam estará à disposição do comandante da Companhia. É ele quem define as escalas. Normalmente, as equipes operam em horários de maior vulnerabilidade, mas caberá a cada um definir a atuação da equipe”, pondera o tenente.Atualmente, a 4ª Companhia de Polícia Militar de Santo Antônio da Platina conta com duas equipes de Rádio Patrulha, uma da Rocam e uma do Serviço de Inteligência. No entanto, apenas as equipes de RPA trabalham em escalas de 24 horas.O número de policiais militares na cidade é considerado baixo para atender os mais de 45 mil habitantes, conforme reconhecem até mesmo os próprios organismos de segurança, que junto aos moradores buscam alternativas para reprimir a criminalidade.O número de ocorrências de furtos, roubos, tráfico de drogas e homicídios aumentam de forma significativa e preocupa as autoridades. Na sexta-feira (6), duas pessoas foram vítimas de homicídio numa das regiões mais populosas da cidade e outras duas, entre elas uma criança de 6 anos, foram atingidas por disparos de arma de fogo. A criação de uma equipe da Rotam na cidade é extremante importante para a segurança da população.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Luiz Guilherme Bannwart - Tribuna do Vale

Notícias Relacionadas

Comentar: Rotam pode reforçar Companhias no Norte Pioneiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596