quinta-feira, 13 de Maio de 2021

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Vizinhas entram em acordo e prometem fim de brigas por porca de 300 kg

Vizinhas entram em acordo e prometem fim de brigas por porca de 300 kg
Crédito da foto Para (Foto: Reprodução Facebook)
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

As duas vizinhas que estavam em pé de guerra em Santo Antônio da Platina, no Norte Pioneiro, entraram em um acordo nesta quarta-feira (29). A dona da porca Helena, de 300 kg, comprometeu-se a fazer um muro e não colocar mais lixo na calçada compartilhada com a outra moradora, que por sua vez retirou os Boletins de Ocorrência feitos contra a dona do animal.

A porca Helena ganhou repercussão nacional após ser criada pela dona em uma casa no Centro de Santo Antônio da Platina. O animal tinha virado caso de polícia, depois que a vizinha fez uma denúncia à delegacia por crime ambiental. O forte cheiro vindo da residência e os lixos deixados na rua foram o motivo. A partir daí, um novo Boletim de Ocorrência por ameaça também foi realizado, já que internautas passaram a ameaçar a denunciante, já que a porca é muito querida na cidade.

 “Elas não tinham noção que a situação ia repercutir tanto, no Paraná inteiro e até no Brasil. Quando perceberam que isso aconteceu, acharam melhor recuar e entraram em um acordo. Elas assinaram aqui na delegacia e eu vou levar para juíza homologar. Acreditamos que a partir daí o problema será sanado”, disse à imprensa o delegado Rafael Guimarães, que intermediou o caso.

O delegado destacou que ambas fizeram as concessões para viver em paz. “Assinaram um acordo. A denunciante desistiu dois Boletins e a dona da porca vai fechar o muro e não levar lixo na calçada “, destacou.

O delegado, a partir de agora, vai acompanhar de perto se os termos do acordo serão cumpridos.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Luiz Henrique de Oliveira

Notícias Relacionadas

Comentar: Vizinhas entram em acordo e prometem fim de brigas por porca de 300 kg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596